Homenagem da Aliança aos Trabalhadores.

Homenagem da Aliança aos Trabalhadores
Homenagem da Aliança aos Trabalhadores

A gente olha pra cara de sujeitos como esses aí da foto, pensa nos riscos que eles correm. Na incerteza do futuro. Não somente por contingências econômicas, mas pela iminência da fatalidade. Até porque a Construção Civil é o segundo setor onde mais acontecem mortes laborais. Resultado: dá uma vontade danada de fazer alguma coisa.

A Aliança Comunicação e Cultura fez alguma coisa. Arte no Canteiro. Teatro no canteiros de obras. Luvas, botas, máscaras, óculos, capacetes, baldes, britadeiras, escavadeiras, guinchos. Equipamentos de proteção e da construção viraram personagens. Inspirados nas palavras geradoras de Paulo Freire, procuramos passar os conteúdos de saúde e segurança a partir do repertório dos trabalhadores. Sentados nas escadas de obra, familiarizados com o ambiente, pedreiros, marceneiros, engenheiros, ferreiros, torneiros, eletricistas, encanadores, mestres de obra assistiram a uma peça teatral pela primeira vez. Porém, com a maturidade, o entendimento, o respeito e a resposta de uma plateia bem madura.

Se o teatro tem as máscaras como símbolo, elas viraram também máscaras de proteção. Até o momento, o Arte no Canteiro alcançou mais de 115 mil trabalhadores. Dos estados de Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, da Paraíba, de Pernambuco e Alagoas. Para aplaudir, no final, claro que eles tiraram as luvas. Mas recolocaram rapidinho.

A Aliança Comunicação e Cultura aproveita o 1º de maio pra lembrar que até o trabalho mais pesado pode ficar mais leve.

Foto: Helder Ferrer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *