A Volta do Relix ao Recife Foi um Espetáculo. Um Espetaculix.

RELIX ALIANÇA COMUNICAÇÃO

Recife ficou Recifelix com o retorno do Relix a Pernambuco.

Se, em latim, felix quer dizer feliz, o Recife ficou Recifelix com o retorno do Relix a Pernambuco. Sim! O projeto de reciclagem idealizado pela diretora de criação da Aliança Comunicação e Cultura foi reciclado em todo o Estado. Na capital, escolhemos a Praça da República, um dos lugares mais bonitos da cidade, para retomar as intervenções. À frente dos palácios da Justiça e do Campo das Princesas, fizemos justiça às princesas da sustentabilidade. Entre tantos marcos históricos de nossa arquitetura, a exposição com registros das casinhas construídas pelas catadoras com o que encontraram no lixo ocupou a praça de um modo tão simbólico quanto antagonista. Reverência a Janete, Carmira, Andréia, Cícera, Angela e Tereza. Em frente ao monumento que homenageia Isabel Cristina Leopoldina Augusta Micaela Gabriela Rafaela Gonzaga. O Teatro de Santa Isabel.

Dentro dele, mais de 1.500 pessoas assistiram a três apresentações do Espetaculix. Alunos das redes pública e particular, catadores de resíduos sólidos e suas famílias, Instituto de Surdos, menores infratores do Casem, ONGs ligadas à sustentabilidade. Gente que, em sua maioria, nunca tinha visto uma peça antes sorriu e se emocionou com a peça teatral que mistura arte, dança, música, marionetes e teatro de objetos para conscientizar sobre o descarte adequado dos resíduos sólidos e a importância de preservar o planeta.

Do lado de fora, muito movimento com o Batuquelix, a orquestra de percussão de baldes, latas de lixo e materiais reciclados. Movimento também com as Ciclolix, bicicletas coletoras que facilitam a vida de quem vive do trabalho pesado de recolher as toneladas de resíduos descartadas diariamente. Nesta edição, estamos reformando as 100 entregues em 2014 e entregando mais 50 novinhas às associações e cooperativas.

Sabemos que um dia de céu tão azul, com ações mais azuis ainda, jamais sairá da memória de todos os que vivenciaram o Relix. Inclusive, o imponente baobá da praça.

Mesmo assim, distribuímos mais de 1.500 Quadrinholix para o público refrescar as lembranças. A publicação conta, em forma de quadrinhos, o que foi representado no espetáculo. Achou muito? Pois é apenas o começo. Ou melhor, recomeço, que também começa com o mesmo R de Recicle, Reutilize, Reduza, Recuse e Repense. Depois, repita: Relix! Relix! Relix!

Fotografia: Chico Barros.

Para saber mais sobre nossas ideias, acesse:

http://aliancacom.com.br/…/relix-e-expolix-alianca-comunic…/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *