FITO – Festival Internacional de Objetos e Nise da Silveira

Conheça um pouco mais do nosso Festival Internacional de Teatro de Objetos

FITO - Festival Internacional de Teatro de Objetos - Aliança Comunicação e Cultura
Projeto FITO da Aliança Comunicação e Cultura.

Depois de Graciliano Ramos, Nise da Silveira é a personalidade alagoana que a Aliança Comunicação e Cultura mais admira. Seus ensaios sobre a loucura são das coisas mais lúcidas que alguém já escreveu. Enquanto a Aliança Comunicação vivia o nosso FITO – Festival Internacional de Teatro de Objetos em Maceió, em setembro de 2015, não podíamos deixar de pensar na Nise. Em como ela acreditava na necessidade do espanto diante da vida para mudar a realidade. Mudar a realidade, não sabemos. Mas o que foi o Fito de Alagoas senão uma seqüência de espantos? Diante de bachianas em bacias. Ciranda de saca-rolhas. Pássaros de alicate. Carruagem de açucareiro. Em terras silveiranas, varal vira corda bamba para pegador de roupa ser equilibrista. Chapeuzinho vermelho pode ser um sapatinho. Sodoma é plástico encarnado. Palito de fósforo comete suicídio. E retro-escavadeira renasce bailarina.

A Fitoterapia da Aliança Comunicação, com vista para o mar, democratizou a arte dos objetos para mais de 20 mil alagoanos. Gente de todas as idades, classes sociais e opções sexuais puderam resignificar a loucura e libertar um pouquinho de sua doidice. Vendo aquele espetáculo humano, que terminou no mesmo momento do eclipse lunar, pensamos em como queríamos que Nise estivesse ali. Até descobrir: ela estava. A primeira tenda do Grupo Sobrevento, sobre “Histórias de Alagoas”, era sobre quem? Contada por pétalas e pedras. “Não se curem além da conta. Gente curada demais é gente chata. Todo mundo tem um pouco de loucura. Vou lhes fazer um pedido: Vivam a imaginação, pois ela é a nossa realidade mais profunda…” A Aliança Comunicação e Cultura atendeu ao seu pedido, Nise da Silveira.

FITO

Fitar. Olhar atentamente, demoradamente. Até perceber o raro no vulgar, o novo no arqueológico, o inédito no de sempre. A Aliança Comunicação e Cultura fitou, fitou e Fito! Festival Internacional de Teatro de Objetos. O primeiro e único do Brasil, envolvendo onze países. Criado em 2009 para apresentar objetos, badulaques, bugigangas, quinquilharias que viram personagens e contam histórias delirantes. Eu fito. Tu fitas. Ele fita. Mais de 300 mil pessoas fitam. Total de público de um projeto intimista e inusitado. Uma fitoterapia diferente, manipulada por atores talentosos. Vivenciada por três vezes em Belo Horizonte e Campo Grande, duas no Recife e uma vez em Porto Alegre, Manaus, Florianópolis, Brasília, Curitiba e Maceió. Já que estamos falando na arte das coisas, olha que troço bacana a gente escutou: “Foi como se eu reencontrasse algo que eu houvesse perdido: o sentido da festa e do compartilhamento. Essa ideia de Teatro de Objetos para todos é correta. É nossa convicção. Mas até o presente momento, ninguém no mundo havia provado isso. E o Fito o fez.” (Katy Deville, atriz francesa e criadora do termo Teatro de Objeto no final dos anos 1970).

Saiba mais sobre o projeto em www.fitofestival.com.br

Conheça um pouco mais do projeto através do documentário do Fito Curitiba (2012): https://youtu.be/_RMVQmCZcts

 

 

Projeto FITO – Festival Internacional de Teatro de Objetos

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *