Aliança homenageia mães de bebês com microcefalia

Aliança Comunicação e Cultura Homenageia Mães de Bebês com Microcefalia

Luis Felipe tem microcefalia, ocasionada pelo Zica Vírus.

Exatamente como acontece nas histórias mais bonitas, essa também começou com uma grande paixão. Quando conhecemos o pequeno Luis Felipe, foi daquelas à primeira vista. Sua mãe não ficou atrás. Fernanda é uma mulher apaixonante. Sensível, forte e amorosa. Também, como resistir a esse bebezinho? Tão fofo que virou inspiração para a campanha que a Aliança Comunicação e Cultura criou para o Dia das Mães. Uma maneira de homenagear não só Fernanda, mas todas as mães que amam incondicionalmente seus filhos. Especialmente aquelas que enfrentam problemas e preconceitos, como a microcefalia, mas conseguem, com amor, apoio e dedicação, superar as dificuldades.

Agradecemos à Stampa e à Bandeirantes, empresas que gentilmente cederam os espaços dos telões de LED localizados nas avenidas Rui Barbosa e Rosa e Silva. Estendemos nossa homenagem a Aliança de Mães e Famílias Raras (AMAR) pelo belo trabalho que realiza, cuidando de quem cuida. Felipe, estamos contando os minutos pro Dia das Crianças. Só pra rever você.

Sobre a Microcefalia – Em 2015, o Ministério da Saúde declarou estado de emergência em saúde pública no país por causa do aumento de casos de microcefalia no Nordeste, principalmente em Pernambuco. O aumento de casos foi associado ao Zica Vírus. A microcefalia é uma condição rara em que o bebê nasce com o crânio do tamanho menor do que o normal. Ela é diagnosticada quando o perímetro da cabeça é igual ou menor do que 32 cm. As possíveis causas são: infecções adquiridas pela mãe (toxoplasmose, rubéola e citomegalovírus são alguns exemplos); abuso de álcool ou drogas na gestação; infecção da mãe por Zika Vírus.

(Fonte G1)

Foto: Helder Ferrer.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *