Aliança Comunicação e Cultura e o Cine SESI Cultural

Euforia marca passagem do Cine Cultural por São Miguel dos Milagres

O que pode ser um milagre? O que dá sentido ao santo. A chuva onde nunca chove. A primeira manhã de alegria. Ou, simplesmente, quando alguém que nunca aparece chega de repente. Você por aqui? Que milagre é esse? São Miguel dos Milagres tem muitos milagres. O milagre de ser uma vila de pescadores da década de 1930 que preserva suas casinhas antigas e coloridas. O milagre dos peixes, das lagostas, dos lagostins, dos polvos e dos camarões. O milagre de só ter barcos de madeira e sem motor. O milagre de ser uma praia paradisíaca, sossegada e para todos. São Miguel dos Milagres tem muitos milagres. E nenhum cinema. Mas a Aliança Comunicação e Cultura levou o projeto Cine SESI Cultural para a cidade e a euforia tomou conta da população.

Que milagre é esse? Cinema em São Miguel? Foi assim que a cidadezinha de oitenta anos recebeu nosso projeto. Espanto, surpresa, curiosidade diante de uma coisa tão simples. Diante de uma coisa que deveria fazer parte do cotidiano de toda comunidade. Como quem nasce em São Miguel dos Milagres é milagrense, o povo tinha certeza de que o dia do cinema ia chegar. Em apenas três noites, aos pés da Igreja do santo que deu nome a cidade, quatro mil milagrenses viveram a experiência cinematográfica pela primeira vez. Detalhe: o lugarejo tem apenas sete mil habitantes. A Aliança Comunicação jura que não é história de pescador. As senhoras da novena podem confirmar tudinho.

Já que é tempo de revisar sonhos e reafirmar desejos, que 2016 traga salas permanentes de cinema para o interior do Brasil. Com a participação da sociedade civil, decisão política, compromisso público e privado, isso acontece. E vamos combinar: não seria nenhum milagre.

Cine SESI Cultural

E se um dia os sonhos é que resolvessem correr atrás da gente? Mesmo que fosse até bem longe, atravessando as estradas do interior de 12 estados brasileiros? E se eles viajassem milhares e milhares de quilômetros, passando por 693 cidadezinhas, levando tudo que a gente sonhou? Ia precisar de uma bagagem bem grande. Na verdade, de um caminhão. Então, por onde ele passasse, transformaria tudo. O que era esperado, viraria inesperado. Onde tivesse praça, teria festa. Onde tivesse rosto, teria sorriso. O que era milho, viraria pipoca. E assim, pouco a pouco, de cada matinho de mata, sairiam romances, aventuras, dramas e comédias. Para encontrar mais de 5 milhões de espectadores.

E se a gente disser que essa história é de verdade? Acontece há quase 15 anos e se chama Cine SESI Cultural. O projeto com mais tempo de circulação da Aliança Comunicação e Cultura. Como diria o matuto, o xodó. Também pudera. O projeto roda longas metragens para fazer o cinema percorrer seu caminho de volta. Dos filmes brasileiros, 90% são inspirados nas histórias do interior: é justo que 90% de suas cidades não tenham cinema? Em sessões abertas nas pracinhas ou ruas de casario, quem é acostumado a andar pelas estradas de barro ou de pedra estreia os pés no tapete vermelho.

Estrelando, brasileiros que, na sua maioria, vão ver cinema pela primeira vez. Por isso mesmo, as exibições são cuidadosamente projetadas na grande tela. Curtas e longas com qualidades técnica e criativa. Filmes de gente famosa no mundo e na vizinhança. Além da curadoria priorizar o cinema brasileiro, também são exibidos os curtas de animação produzidos pelos alunos das oficinas de animação quadro a quadro nas cidadezinhas. Trabalhos premiados em festivais, como o Anima Mundi e selecionados no Festival de Genebra.

O mais bacana de tudo é que os sonhos não vão embora com o caminhão. A experiência dura 3 dias. Mas o que fica na lembrança é para sempre.

Saiba mais sobre o projeto em www.cinesesi.com.br

Confira um dos documentários do projeto no link abaixo:

https://youtu.be/TcoPqUme_2o

 

 

Cine SESI Cultural – Aliança Comunicação e Cultura

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *